6 Dicas para começar a vender roupas online

Nossos guarda-roupas estão lotados. O armário médio contém 100 itens, 22 dos quais nunca são usados, e a mulher média possui mais de $1000 de artigos de vestuário subutilizados (usados apenas uma vez) ou não usados (etiquetas ainda anexadas). E se você se encaixou nessa situação saiba que não precisa encontrar bons fornecedores de roupas para começar a vender artigos de vestuário online.

Quer você queira mudar algumas coisas para dar lugar a compras para a nova estação ou ganhar algum dinheiro rápido para as férias, procure dentro de seu guarda-roupa e considere vender suas roupas on-line.

Antes de começar, considere três coisas. Primeiro, o que você quer alcançar? Seja claro consigo mesmo sobre quanto dinheiro você precisa ganhar. Este entendimento o manterá concentrado e, se necessário, implacável ao lidar com seu guarda-roupa. Segundo, as vendas não acontecerão da noite para o dia. Espere pelo menos uma reviravolta de dois meses. Terceiro, vender somente o que você mesmo pode ver sem; vender e depois lamentar é uma experiência horrível. Aqui estão minhas 10 dicas simples e fáceis de seguir para vender suas roupas on-line.

1. Concentre-se em uma seção de seu guarda-roupa de cada vez.

Tentar resolver todo o seu guarda-roupa de uma só vez pode ser estressante, portanto, inicialmente concentre-se em uma área de cada vez: verão/inverno, trabalho/brinquedos, bolsas/sufas. Este processo cria alguma ordem e ajuda a não deixar você se sentir sobrecarregado.

2. Dê tempo a si mesmo.

Eu já classifiquei uma seção do guarda-roupa de um cliente em três horas, mas isto inclui também a reestilização das roupas. Marque um cronômetro para intervalos de 30 minutos e veja quantos itens você pode ordenar no tempo alocado. Entenda que este processo pode levar mais do que apenas um fim de semana.

3. Esteja preparado.

Coloque os sacos de roupas na cama e etiquete-os: “ALTERAÇÕES”, “VENDA”, “CARIDADE”. Você pode se deparar com uma jóia de um vestido de grife, mas a bainha caiu – coloque isso na pilha de “alterações”. Um pequeno gasto para consertar a bainha vale a pena a longo prazo, se isso significa vender seu vestido por uma boa quantia.

5. Mantenha-se em sintonia com as estações do ano quando você sair.

Casacos e malhas vendem muito bem no eBay de novembro a fevereiro. As listas de verão começam a aparecer por volta de março. Não se esqueça também da temporada de festivais: fitas de cabeça, shorts de jean, tops de colheita – todos os trajes essenciais do festival.

6. Quais etiquetas você possui?

Rótulos de rua como Zara, J. Crew, e Reiss vendem bem no eBay, assim como roupas de terno e de tamanho superior. Durante os três anos em que dirigi The Wardrobe Angel, descobri que o jeans não vende bem; no entanto, blusas, tops, jumpers e casacos vendem bem. Qualquer roupa vintage deve ser levada a um revendedor especializado em roupas vintage.

Como vender roupas de bebê usadas na internet

Você já notou a rapidez com que os bebês crescem mais que as roupas? Em média, seu bebê crescerá 0,5-1 polegada e ganhará 5-7 onças por mês no primeiro ano. Todo esse crescimento rápido significa que seu pequeno feixe superará as roupas dele ou dela de uma roupa para a outra.

Como nova mãe, você provavelmente será presenteada com uma tonelada de lindas roupinhas de bebê, e amigos e família poderão entregar sacos de roupas. Ou você pode ter comprado muitas roupas adoráveis quando estava grávida, como eu fiz. O armário de seu pequeno será recheado até a borda com itens que serão usados apenas uma ou duas vezes antes de não caberem mais.

O que você vai fazer com todas essas roupas mal vestidas? Bem, vendê-las é sempre uma boa opção! Você pode limpar o armário transbordante e fazer um pouco de dinheiro no processo.

Primeiro, você vai ter que limpar aquele armário para bebês e reunir todos os itens que não cabem mais. Dependendo da idade de seu filho, pode levar alguns minutos, ou muitas horas. É provavelmente uma boa idéia esperar até a hora da soneca ou quando alguém puder ficar de olho no bebê.

Uma vez reunidos todos os itens que você não precisa mais, você está pronto para a triagem! As roupas decentes foram embaladas para dar. As roupas em mau estado encontraram seu novo lar. Agora, é hora de passar para os itens que podem ser vendidos!

Você precisará separar as roupas da excelente pilha um pouco mais antes de estar pronto para começar a fazer algum dinheiro. A grande pilha precisará ser decomposta por:

Tamanho: Todos os itens precisam ser ordenados em grupos por seu tamanho. Pode ser mais fácil vender seus itens em lotes de tamanho, especialmente se você estiver vendendo no pátio.

Uma vez separados por tamanho, separe os tamanhos por estação. A classificação por estação será especialmente importante se você estiver vendendo em lojas de consignação.

Agora você vê a necessidade de todas as caixas, certo? A coisa mais importante que você precisará fazer se quiser que uma loja de consignação compre roupas é certificar-se de que elas estejam limpas e sem rugas. Como você as recolheu do armário, elas provavelmente já estão limpas. Entretanto, elas podem não estar “limpas” o suficiente.

Uma loja de consignação pode recusar itens se eles cheirarem a mofo – como se tivessem sido empurrados no fundo de um armário por seis meses (o que eles podem ter!).

Também podem recusar roupas que cheirem muito perfumadas ou perfumadas. Roupas muito enrugadas também podem ser recusadas.

Para melhorar suas chances de vender artigos, eles devem ser lavados na hora, com um detergente de lavanderia sem fragrância. Tenho certeza de que você não tem tempo para engomar todos esses pequenos trajes. Portanto, retire imediatamente os itens da secadora para evitar enrugamento em excesso.

FIES é privado?

Os financiamentos estudantis estão no mercado há bastante tempo e muita gente ainda tenha dúvida sobre se o FIES é privado ou público.

A verdade é que o FIES está presente na vida de muitas pessoas, ajudando no pagamento do ensino superior. Por isso mesmo, você deve conhecer, certamente, alguém que já fez uso do programa.

O que é FIES?

O Fundo de Financiamento Estudantil – FIES foi criado em julho de 2001. O programa do Ministério da Educação tem como função conceder financiamento para estudantes de faculdades privadas.

O foco do programa é o ensino superior não gratuito e as instituições de educação que aderem ao programa. Assim, o Governo Federal ajuda no pagamento das faculdades privadas.

O beneficiado pelo programa estuda todo o curso com base em financiamento governamental. Apenas depois de formado e sendo capaz de entrar no mercado de trabalho, ele começa a pagar as parcelas.

Ainda, o grande diferencial do programa é o fato, em alguns casos o valor dos juros do financiamento é zero. Em outros casos, os valores são maiores, mas sempre buscando dar estabilidade aos alunos.

O FIES é privado?

Como você percebeu, o Fies não é privado, mas sim bancado e organizado pelo Governo. Em outras palavras, trata-se de um programa público, voltado para a educação superior.

Muita gente tende a confundir e acreditar que o FIES é privado porque os alunos estudam em faculdades privadas. Essas empresas, na verdade, fazem parcerias com o governo.

Assim, é possível que o Governo consiga melhores taxas e valores, dependendo da empresa. Desse modo, são disponibilizadas mais vagas para alunos que são beneficiados com o programa.

A ideia é permitir um maior acesso ao ensino superior, mesmo privado. Isso é importante porque o governo não é capaz de fornecer ensino superior gratuito para todos os interessados.

A importância do ENEM

Quando o aluno busca um financiamento, a nota do ENEM pode ser considerada. Além disso, outros programas podem permitir que o aluno tenha descontos iniciais no valor das mensalidades.

Assim, quando se é aprovado no FIES, mesmo não conseguindo 100% de financiamento, é possível pagar menos. Essa é uma ótima opção para quem tem pouco dinheiro para investir no momento.

Conclusão

Como você percebeu, o FIES é um programa governamental voltado para o financiamento estudantil. Apesar de os alunos estudarem em escolas particulares, é o governo quem banca o financiamento.

Então, quando alguém lhe disser que o FIES é privado, você já sabe onde está a confusão. Mas a pergunta que fica é: você já pensou em começar a faculdade? O FIES pode te ajudar.